A Sombra do Vento - Carlos Ruiz Zafón

Opa! Tudo bom? Havia ganhado “A Sombra do Vento” de Carlos Ruiz Zafón durante o ano passado, mas foi só nas férias que consegui lê-lo. 

A história começa em 1945, em Barcelona. No aniversário de Daniel Sempere, garoto de 11 anos triste, pois não consegue lembra-se da falecida mãe, é levado pelo pai a um local misterioso: O Cemitério dos Livros Esquecidos. O lugar, conhecido de poucos barceloneses, é uma biblioteca secreta e labiríntica que funciona como depósito para obras abandonadas pelo mundo, à espera que alguém as descubra. Daniel encanta-se por “A Sombra do Vento”, de Julian Carax. Anos depois, Daniel torna-se obcecado por descobrir outros livros e o paradeiro de Julian
Porém, ele descobre que alguém vem queimando todas as obras do escritor e que o exemplar que ele tem nas mãos pode ser o último a existir. Em sua busca por respostas, Daniel vê que sua própria historia pode estar ligada com a de Julian.
Fascinante, “A Sombra do Vento” virou um dos meus livros preferidos, pois prende o leitor do inicio ao fim com seus mistérios e perfeita caracterização dos personagens. O final é surpreendente e é impressionante como “tudo faz sentido”. 
Nunca havia lido nada do Carlos Zafón nem de literatura espanhola, mas depois deste espero ler outros. “A Sombra do Vento” é nota 10, show de bola, supimpa, me amarrei, tirei o chapéu, do balacobac...tá, chega.
Formô!