Duas Versões: Tears Dry on Their Own

Opa! Tudo bem? Hoje o Duas Versões vem um pouco diferente do normal, pois trago duas versões bem distintas de uma música, porém interpretadas pela mesma artista. 

tears dry on their own

A primeira e mais conhecida versão de Tears Dry On Their Own é do segundo disco de estúdio da Amy - Back to Black (2006). A faixa produzida por Salaam Remi e escrita por Amy é uma das melodias mais divertidas do disco apesar da letra sombria. Além disto conta com trechos do clássico “Ain’t No Mountain High Enough” do Marvin Gaye. O vídeo da faixa foi gravado em 2007 em Hollywood mostrando a cantora caminhando pelas ruas.


Tears Dry On Their Own fala sobre seguir em frente após um término de um relacionamento. A melodia da primeira versão conta com elementos de R&B que dão justamente um ar descontraído ao problema, tratando-o como já resolvido e já esquecido. A questão é que o conturbado relacionamento de Amy com o ex-marido Blake Fielder-Civil nunca foi resolvido e esta mágoa é perfeitamente visível na segunda versão da música - agora intitulada Tears Dry.


Tears Dry está presente no disco póstumo de Amy Winehouse - Lioness: Hidden Treasures, lançado em 2011. Esta segunda versão - e de longe minha preferida entre as duas - lembra bem mais a atmosfera sombria do disco Back to Black, e assim a realidade do coração de Amy. O produtor Salaam Remi revelou que esta seria a versão original da música, mas que no momento da edição Amy teria preferido algo mais divertido e que lembrasse a vibe Motown. Qual das duas você prefere? :)

22 comentários

  1. nao conhecia essa segunda versão, mas confesso que prefiro a primeira
    bjs

    Sacheebombom

    ResponderExcluir
  2. Nossa essa tag duas versoes parece muito legal, vou olhar mais ela hahaha Eu nunca ouvi Amy, só aquela musica clássica que todo mundo sabe, mas tenho uma amiga que é apaixonada pela cantora :3
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esta última versão mas até fiquei a gostar mais! Obrigada :)
    Messy Hair, Don’t Care | Blog

    ResponderExcluir
  4. Oi, faz um bom tempo que escutei músicas da AMY, é díficil escolher uma versão preferida :(
    Adorei o seu blog, ta de parabéns!
    http://grandemetamorphose.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu só conhecia a versão mais divertida, a original eu nunca tinha escutado mas gostei bastante. Mas confesso que prefiro a versão mais alegrinha, rs.
    Beijos
    Infinita Feminice

    ResponderExcluir
  6. Loved Amy ,she was such an amazing singer...
    Would you like to follow each other, let me know? xoxox

    http://thefurthestthingfromperfect.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Ameeeeei o post! A Amy realmente foi uma cantora incrível. Difícil escolher qual versão é melhor, mas eu gosto de músicas mais tristes, então eu prefiro essa versão.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ambas ficaram ótimas, a primeira versão é mais alegre, mais alto astral, mas como conheci Tears Dry e sempre ouvi a segunda versão, mais tristinha, continuo gostando mais dela <3

    Beijos,
    http://www.blogdabrub.com/

    ResponderExcluir
  9. Adorei a segunda versão! :D Tears Dry mostra a musica de uma forma mais bonita, melódica, na minha visao. ^^
    Beijo,
    Min | www.yasminbueno.com

    ResponderExcluir
  10. Oi querida

    Fiquei tão triste com a morte da Amy, olha que nem era tão fã assim.
    Mas, ainda assim prefiro a primeira versão do clipe.

    Beijos
    Feliz Natal!

    www.maricotacaradericota.com

    ResponderExcluir
  11. prefiro a segunda. achei bem melhor, por mais que ela estivesse triste.
    beijos ;*
    arisecondo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. nossa, amy era msm muito musa, maravilhosas interpretações!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  13. Oii, tudo bom?
    Nunca fui muito fã da Amy Winehouse, acho que as únicas músicas que já escutei foram aquelas que fizeram bastante sucesso, mas se fosse pra escolher uma das duas ficaria com a primeira <3 gostei mais :3
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
  14. Nossa, fazia MUITO tempo que não escutava Amy, deu uma nostalgia <3

    Beijos, Love is Colorful

    ResponderExcluir
  15. Eu amei essa segunda versão, acho que valorizou ainda mais a voz dela, ninguém nunca mais terá uma voz dessa, pena que aconteceu o pior :s

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  16. Essa voz é absurda, arrepia! Gosto das duas versões, prefiro a primeira porque adoro essa vibe Motown, mas essa segunda me trás uma coisa meio... nostálgica, sei lá. Incrível dos dois jeitos <3

    Beijão!
    Heey, Maria! | Fanpage

    ResponderExcluir
  17. Adoro a Amy e essa é uma das minhas músicas preferidas dela. Nunca tinha ouvido a segunda versão, mas ainda é tão boa quanto a versão mais famosa.
    Beijos!
    http://porbrunareinert.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Curiosamente a "Tears Dry On Their Own" é uma das minhas músicas favoritas da Amy, portanto se tivesse que escolher, optava pela primeira. Embora a demo seja boa, fica bem atrás da infecciosa versão oficial. Que pena que a Winehouse tenha partido tão cedo :(

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderExcluir
  19. Meu conhecimento de Amy é vergonhoso! Conheço as mais famosas e só! D: Apesar de achar justíssima a motivação pra fazer a segunda versão, a primeira é mais cativante <3

    Sentimentaligrafia

    ResponderExcluir
  20. Que legal, eu não sabia dessa versão mais lenta! Gostei dela também, mas talvez o fato da outra ser mais "divertida" trouxe mais sucesso à faixa, atingiu mais pessoas. É só uma hipótese, na real nunca saberemos...
    Parabéns pelo post, admiro o talento da Amy, beijos.

    Meu blog ~ http://www.blogqueroir.com

    ResponderExcluir
  21. Todas as gravações da Amy são emocionantes. Já disse, ela teria sido a maior estrela de todos os tempos.....uma pena... Mas em relação a essas duas gravações, gosto de ambas mas a segunda é a que mais me toca, com certeza!!!

    ResponderExcluir

Pode comentar à vontade, mas lembre-se que escrevi e produzi este post com muito carinho e dedicação, portanto comentários apenas com links, ~adorei, tchau~ ou ~não conheço, bjs~ serão ignorados :(

Porém, se comentares a respeito do post, mesmo se desconhecer do assunto, irei retribuir em seu blog com carinho :)