Feminismo e anos 50. Conheça o filme O Sorriso de Monalisa

Opa! Tudo bem? Hoje a Elisa traz a resenha do filme 'O Sorriso de Monalisa', de 2003 :)

filme o sorriso de monalisa

O Sorriso de Monalisa é um filme americano de 2003 dirigido por Mike Newell e estrelado por Julia Roberts. Feminismo, anos 50 e padrões são temas que fazem parte são questionados neste filme. O longa se passa em 1953 e conta a história de Katharine Watson (Julia Roberts), uma recém-graduada professora que consegue emprego no conceituado colégio Wellesley para mulheres, com o cargo de lecionar aulas de História da Arte. Chegando na Instituição, Katherine percebe que o conservadorismo toma conta ali, que além de ser uma faculdade extremante conservadora, é um lugar que ensina as suas alunas como elas devem agir na sociedade. Aulas de postura, de etiqueta e culinária são parte do currículo da escola que está mais preocupada em formar moças para um casamento do que ensinar matérias básicas para um ingresso em uma universidade.

O colégio foca em formar moças aptas para ser donas de casa, para acompanhar seus maridos e serem boas "damas" da sociedade. Chocada com todo esse conservadorismo e tradicionalismo, Katherine tenta fazer suas alunas enxergarem que há algo além de apenas uma dona de casa exemplar, que existe outros lugares para a mulher dentro da sociedade que não somente ao lado dos filhos e dos maridos. Ela tenta mostrar que a mulher pode sim ser independente, que a mulher pode escolher o que ela quiser.

filme o sorriso de monalisa

Daqui pra frente sua única responsabilidade será cuidar do seu marido e filhos.” “Podem estar aqui para tirar uma nota alta, mas a nota mais importante será a dele, não a minha”. Esta é uma frase retirada de um diálogo de 'O Sorriso de Monalisa' que me chamou muito atenção, porque praticamente resume que a história quer passar. Resume como era a vida das mulheres nos anos 50: apenas com foco para um bom casamento, que incluí um marido rico para sustentá-las. Independência da mulher nos anos 50 praticamente não existia, fazer uma faculdade, fazer parte de uma universidade, dividir o mesmo espaço com homens que não fosse com o objetivo de conquistá-los para um casamento não estava entre as opções certas para as mulheres. Era um papel designado para elas como a fórmula para a felicidade e para o qual nasceram.



'O Sorriso de Monalisa' tem muitas destas questões sobre o papel da mulher na sociedade e coloca a protagonista como uma conexão entre o conservadorismo e tradicionalismo. Esse é para mim o grande trunfo do filme, o questionamento do papel da mulher. É ela que vai quebrar as barreiras impostas pela sociedade, que vai ser o símbolo da libertação e da coragem. 

Por fim, falando em questões mais técnicas, o filme tem uma fotografia bonita, figurino também (adoro o estilo dos anos 50). Porém eu acho que o roteiro poderia ser mais bem aproveitado, já que feminismo é um tema tão interessante e amplo. Acho que o roteirista e o diretor poderiam ter explorado mais isso nos diálogos, de resto, o filme é muito bom e merece ser assistido como uma passeio histórico pelos costumes e restrições das mulheres nos anos 50.

11 comentários

  1. Oi Elisa,

    Eu adorei o filme, mas lembro que muita gente achou chato na época do lançamento. Eu já concordo com vc e achei sensacional a questão do papel da mulher abordado.

    Adorei a resenha

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que nunca assisti á esse filme, mas já que você mencionou vou procurar HAHAHA parece seeer muito bom <3

    beeijão :)
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já ouvi falar do filme, mas nunca vi e nem sabia que tinha a Julia Roberts! *-* Me pareceu ótimo, o tema é bem atual, com toda a luta do feminismo. Dá pra ver bem os costumes mais antigos e como evoluímos x) Adorei a resenha :D
    beijos!
    http://tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Parece ser um filme muito interessante para se analisar, adorei a indicação. Eu não conhecia esse filme, talvez até por nome, mas nunca assisti. Vou baixar pra ver porque parece ser bem interessante nesse ponto de vista que você destacou. Adorei ^^

    Estou seguindo você! ^^ Beijão.

    www.generoproibido.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Elisa, tudo bem?
    Gostei muito da indicação do filme!
    Não assisti, mas depois dessa resenha, fiquei super curiosa e vou querer assistir com certeza!
    A história parece ser ótima, e nos faz refletir bastante!

    Amore, tem post novo lá no blog! =)

    Ps: o link do blog mudou, agora é: www.amandazulai.com.br (o link antigo está fora do ar).

    Beijos
    Amanda Z.
    www.amandazulai.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu vi este filme anos atrás mas quero ver de novo com toda a visão feminista que adquiri nos últimos tempos! Realmente não era nada fácil ser mulher naquela época. Hoje ainda não é, mas estamos progredindo :D

    Beijão,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir
  7. Assisti esse filme no cinema e na época não gostei muito porque associei com outro filme Sociedade dos Poetas Mortos.
    Big Beijos
    Lulu on the Sky

    É louca por batons? Saiu vídeo novo no canal!

    ResponderExcluir
  8. Eu já vi esse filme, lembro que fiquei morrendo de raiva, mais ainda porque isso é tão atual. É impressionante como a gente ainda tem que brigar com unhas e dentes pra mostrar que somo mais que umas mocinhas feitas para agradar macho né? (vide escola de princesas que a filha do silvio santos quer lançar).
    Achei, assim como você falou, que a história podia ter sido melhor aproveitada, mas que o filme ficou ali na casa de um 8,5/10, o que está muito bom. :D
    Primeira vez que venho aqui no seu blog, não conhecia, ele é lindo!

    Beijos.
    www.jadeamorim.com.br

    ResponderExcluir
  9. Fiquei boquiaberta com esse diálogo do filme. Acho que traduz muito da cultura da época. Infelizmente, esse tipo de pensamento é passado de geração em geração, ainda que muitos progressos tenham sido alcançados, ainda temos um longo caminho. Obras como essa, que retratam um tema importante vivido em outras épocas nos ajuda a entender e combater esse tipo de desigualdade, sem contar que a protagonista é a Julia Roberts e eu realmente admiro o seu trabalho :)

    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
  10. Que interessante esse filme, gostei da resenha. Ainda não assisti, mas deu vontade! :)
    Imagina todos esses questionamentos sobre o papel da mulher na sociedade naquela época? Doido!

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Eu já tinha ouvido falar desse filme, mas não sabia que era tão incrível assim. Fico imaginando o tanto que as mulheres sofreu nessa época... Só pelo trailer já dar pra ver que é um ótimo filme <3 Ainda mais por te Julia Roberts! *-*
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir

Pode comentar à vontade, mas lembre-se que escrevi e produzi este post com muito carinho e dedicação, portanto comentários apenas com links, ~adorei, tchau~ ou ~não conheço, bjs~ serão ignorados :(

Porém, se comentares a respeito do post, mesmo se desconhecer do assunto, irei retribuir em seu blog com carinho :)