29 de setembro de 2019

Pitty: Matriz - Faixa a Faixa


Opa! Tudo bom com vocês?

Eu me senti quase que obrigada a falar deste disco, especialmente pela surpresa muito positiva que ele me causou.  Eu sou fã da Pitty desde 2003, desde o disco "Admirável Chip Novo" (2002) , já tive a oportunidade de vê-la ao vivo duas vezes e foi muito bom. Porém, eu sempre fui fã daquela "Pitty hardcore". Quando ouvi a música "Te Conecta " fora do disco, importante destacar esse "fora do disco", fiquei com aquele sentimento bem tosco de "mudou muito a sonoridade". Ainda bem que isso passou.

Quando a Pitty saiu em turnê no ano passado, ela já havia anunciado que o processo seria inverso ao tradicional, ou seja: primeiro iria lançar a turnê e depois o disco. A palavra "Matriz" na língua portuguesa significa "local onde é gerado", local de origem. O segundo significado é "órgão das fêmeas dos mamíferos, na cavidade pélvica, onde o embrião e posteriormente o feto se desenvolvem." Basicamente tudo a ver com o contexto dessa nova fase da artista: retorno e valorizando das origens e reconhecimento de sua nova fase da vida: a de mãe. Este é o primeiro trabalho desde o nascimento de sua filha em 2016.

Quanto ao disco, "Matriz" é sim bem diferente dos outros, mas ao mesmo tempo repleto de essência e referências a um período que vem antes do primeiro disco. A Matriz como sendo a Bahia, que é o estado natal da Pitty, e todas essas coisas e pessoas e gêneros e experiencias que levaram à construção dessa artista. A transformação da Priscila em Pitty. Disco pra ser ouvido na ordem, porque ela faz sentido, segundo a cantora.

Assista ao faixa a faixa completo no vídeo abaixo:


Já conheciam o disco? O que acharam?

27 de setembro de 2019

Resenha: A Música da Minha Vida


Opa, pessoal! Tudo bom? “A Música da Minha Vida” (no original “Blinded by the light”) estreiou na semana passada nos principais cinemas do país. O filme conta a história de um adolescente muçulmano-britânico que descobre inspiração e luz nas músicas de Bruce Springsteen para lidar com as questões da adolescência e de racismo.

Na década de 80, Javed é um jovem de origem paquistã que vive com a família na pequena cidade de Luton, na Inglaterra. Diferente dos seus colegas, ele não pode ir à festas, consumir filme ou músicas que não sejam muçulmanos e nem fazer nada que seu pai, totalmente conservador, não permita. Em paralelo à isto, ele tem o sonho de se tornar escritor, viajar para outros países, e além disso, mantem um diário de poesia desde a infância. Porém, sua vida entediante muda totalmente quando um amigo lhe apresenta as fitas cassete do Bruce Springsteen.

Confira o trailer abaixo:



Assista um pouco mais sobre o filme e a minha opinião no vídeo abaixo:



Gostaram? Já conheciam o filme?