Análise do clipe 'One' do U2

Opa! Tudo bom? Nesse mês de novembro o disco Achtung Baby do U2 completou 25 anos desde o seu lançamento. Eu já falei deste disco aqui no blog mas hoje nós vamos conversar sobre talvez a mais famosa música do álbum: One.

one clipe

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, ‘One’ não é bem uma música romântica. 

Ela fala de uma relação entre duas pessoas que se amam, mas que já se machucaram muito. Não é uma música de separação, mas de uma espécie de ‘apelo’. Um pedido para que estas pessoas permaneçam unidas como um, apesar das diferenças (‘somos um, mas não o mesmo’). Para fazer o vídeo dessa musica, o U2 chamou o fotógrafo e diretor Anton Corbjin – que resumiu o “drama” de One em um tema um tanto quanto polemico: AIDS. Vale lembrar que estamos falando do período de 1991-1992, onde a doença era um tabu e pouco se falava ou sabia. A ideia do Corbjin é tratar ‘One’ como se fosse um filho contando para o pai que sofre da doença. Assista ao clipe abaixo:



É aí que entra toda a simbologia presente neste maravilhoso clipe de One. O vídeo começa com a banda gravando em um estúdio dentro de um círculo, em paralelo a isso aparecem cenas do Bob Hewson – que pra quem não sabe é o próprio pai do Bono. Bono e Bob jamais aparecem juntos, caracterizando bem este sentimento de ‘relação difícil e hostil’, trazido por essa interpretação da musica. Existe um pequeno documentário chamado ‘Story of One’, em que o Corbin fala justamente que ‘one’ pode ser uma família ou um casal, e que é justamente isto que mostra no clipe. Assim como tem pai e filho, também tem ‘homem e mulher’. 

O vídeo não possui uma narrativa especifica tampouco conta uma história através das imagens, mas apresenta um conjunto de cenas e elementos visuais que caracterizam os temas de dualidade e sexualidade. Assista à minha análise completa no vídeo abaixo:



Já conheciam esta versão do clipe? Gostaram da análise? :)

16 comentários

  1. Eu adoro suas análises, em casa vou ver o clipe e o vídeo :)

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa, nem imaginava que one falava sobre aids. Sempre pensei que fosse uma música romântica, rs.
    Beijos
    www.infinitafeminice.com.br

    ResponderExcluir
  3. É uma música lindíssima ~ e as pessoas tendem a achar que as músicas lindas são todas românticas, né? Demais a sua análise Duds (como sempre!).

    ResponderExcluir
  4. A letra dessa música é linda. Uma das minhas favoritas do U2 justamente por ter esse 'apelo' que você destacou.
    Bom fim de semana!

    Beijos, Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Maria, tudo bem?

    Faz tempo que não escuto One e nem vejo o clipe, mas lembro que gostava bastante! Não prestei atenção nos detalhes citados, mas sabia que não era algo bem romântico. ler sua análise só me fez lembrar de como o U2 pode ser sensacional!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi Duda! Eu não sou uma grande fã do U2, mas tem muitas músicas que eu curto dessa banda! Eu também achava que essa música era romântica haha, tinha uma interpretação diferente mesmo, gostei de saber mais a respeito da história da mesma!
    beijos ;**

    Jéssica - pitadadecinemaeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia essa versão não, achei interessante :3

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  8. Maria, miniina, posso parecer uma Hater mas acho que não temos o mesmo gosto para algumas coisas xD
    Eu sou uma rockeira que acha que só vai gostar de U2 quando tiver mais de 40 anos HSIUHAUISHUIASUH mas ontem tentei dar uma chance, tava passando na tv o show de 2015 em Paris e fiquei assistindo... Continuei não muito interessada xD
    A Bela, não a Fera | Youtube A Bela, não a Fera | Fã Page no Facebook

    ResponderExcluir
  9. Vi o vídeos e achei demais, adoro suas análises :)

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. eu ADORO U2! esse clip é maravilhoso, curti demais essa analise

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  11. Li uma vez que essa música tem como inspiração um período de muitas brigas entre os integrantes da banda. The Edge uma vez se revoltou quando uma jornalista diz que é uma música de amor

    ResponderExcluir
  12. Não sei em que época seria pior pra lançar, se quando a aids era tabu ou se hoje em dia que o pessoal ''faz cursinho'' de análise distorcida das coisas. Inteligente a tática de lançar um documentário explicando.
    ^_^


    www.cupidobrega.com.br

    ResponderExcluir
  13. OI Duh tudo bem? Tava com saudades de você e de seu blog, já faz um tempinho que não comento aqui mas estou sempre acompanhando *-* rs, eu simplesmente amei sua análise do clipe, eu não conhecia a banda, quer dizer não diretamente, me parece bastante familiar a música, mas o significado e a música em si são maravilhosos. Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Eu amooooooo essa música, mas depois da sua análise sobre ela, comecei a enxerga-la com outros olhos e agora gosto ainda mais.. Não a entendia dessa forma.. amei seu post! Beijokas :)

    ResponderExcluir
  15. Adorei a musica. O vídeo é bem legal também, mas como você disse, não conta uma história pelas imagens. Se eu não tivesse lido, nem saberia que aborda o tema AIDS. Mas mesmo assim gostei, é uma musica muito legal.
    Beijooos
    Yanna Karim

    ResponderExcluir
  16. Socorro, vamos nos abraçar? ❤️

    Eu amo conhecer pessoas que adoram o U2 (acredite, conheço poucas). Sobre esse videoclipe de One eu sempre achei inspirador e maravilhoso, assim como tudo que essa banda faz. Tu não faz ideia o quanto que eu amei esse post, Duds!

    Beijos e estou amando o seu blog.

    ResponderExcluir

Pode comentar à vontade, mas lembre-se que escrevi e produzi este post com muito carinho e dedicação, portanto comentários apenas com links, ~adorei, tchau~ ou ~não conheço, bjs~ serão ignorados :(

Porém, se comentares a respeito do post, mesmo se desconhecer do assunto, irei retribuir em seu blog com carinho :)