25 de janeiro de 2017

Liberdade e independência em 'Thelma e Louise'

Opa! Tudo bom? Hoje a Elisa traz a resenha do bastante conhecido 'Thelma e Louise". Leiam :)

Thelma e Louise pode ser classificado como road movie, ou seja, um filme que tem parte de sua narrativa e de sua trama com personagens vivendo aventuras em quatro rodas e voando a toda pela estrada. E melhor ainda, com protagonistas femininas fortes e determinadas que conduzem esse road movie que passeia pelas paisagens e pela cultura norte americana da época. Dirigido por Ridley Scott, lançando em 1991 e protagonizado por Geena Davis e Susan Sarandon, o longa traz a liberdade como tema principal, a liberdade como um recado aos espectadores e mais especificamente as espectadoras. Essa tal liberdade que o filme retrata e que acredito ser sua essência é vista tanto através do carro em alta velocidade dirigido alternadamente por Thelma e Louise quanto pelas aventuras que as duas vivem e que serve como forma das personagens alcançarem a independência.

thelma e louise resenha

Tudo começa quando Thelma e Louise decidem fazer uma viagem sozinhas para aproveitar um final de semana de pescaria nas montanhas. Thelma longe do marido e dos afazeres domésticos e Louise longe do emprego de garçonete, enfim, um final de semana dedicado à liberdade da rotina cotidiana. Durante o percurso até chegar ao destino, elas decidem parar em um bar de estrada para tomar uns drinks e se divertir, porém tudo começa a dar errado e gerar o mote da narrativa quando Thelma bebe demais e é convidada para dançar por um desconhecido. Atraída pelo mesmo para o lado externo do bar, o homem começa a fazer investidas em Thelma, que prevendo onde todo aquele afago iria dar, resolve tentar se desenrolar do homem e fugir, porém o homem não aceita e a agride. Louise preocupada com  paradeiro da amiga, surge para salvá-la, porém  ambas acabam atirando no homem e desencadeando os acontecimentos que acompanharão as duas ao longo da estrada.

thelma e louise resenha

Além da bela fotografia, não há tantos aspectos técnicos de relevância 


para eu destacar aqui na resenha, o que mais chama a atenção mesmo, é o roteiro, que é bem estruturado e funciona bem como história contada através do meio cinematográfico. o roteiro consegue mostrar bem o desenvolvimento das protagonistas e o desenrolar da história com todos seus conflitos e reviravoltas . Utilizando essas duas personagens que representam tantas mulheres, gera simpatia e identificação, não com o que elas vivem no longa, mas pelo fato de tratar da liberdade das mulheres, liberdade para serem e fazerem o que bem entenderem. Outro ponto muito legal do filme é que Thelma e Louise são duas mulheres completamente opostas, e é nessa dualidade que a narrativa também se sustenta. Louise é mais independente, trabalha e ganha seu próprio dinheiro sem precisar de um homem, é segura de si, e extremamente responsável, é ela quem guia boa parte dos conflitos que nos são apresentados. Já Thelma é dependente do marido - que por sinal é um homem controlador e violento, é inocente e ingênua.



Por fim, é um filme que vale a pena ser visto, é considerado pela crítica como uma das obras primas cinematográficas mais importantes da contemporaneidade.

10 comentários:

  1. Meu Deus esse filme parece ser bem legal, nunca ouvi nada sobre! Gosto de histórias onde as mulheres vão em busca do que desejam e acho que irei assisti-lo.


    Beijos

    www.entrelinhaseparagrafos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oii!!

    O filme parece ser muito divertido, principalmente por mostrar duas mulheres fortes e que buscam liberdade e viver intensamente os dias. Tenho curtido histórias assim e vejo que há várias atualmente.

    beijos

    http://mecontanoblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Se eu amei o filme?? Com certeza, já estou looouca pra assistir! Gostei muito das aventuras que elas vivem, mesmo passando por situações ruins. É tão bom ver filmes que fazem as mulheres se livre e te mais autonomia para ir onde quiserem.
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
  4. Nossa, acredita que eu nunca tinha ouvido falar nesse filme?
    Mas gostei bastante da premissa,fiquei curiosa pra saber o que acontece depois que elas atiram no cara.
    Beijos
    www.infinitafeminice.com.br

    ResponderExcluir
  5. faz anos que vi esse filme e lembro ter gostado muito mesmo! fiquei até com vontade de rever depois dessa sua resenha

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  6. Poxa, fiquei curiosa!
    Mais por questão do roteiro mesmo, como o enredo se constrói, sabe?
    Vou tentar assistir nesse final de semana, antes que as aulas voltem! :)

    http://seismilmilhas.com ♥

    ResponderExcluir
  7. Já ouvi falar muuuuito dessas duas por aí ahahahaha e morro de curiosidade de ver :)

    Obrigada pela "resenha"!!!!

    beeijão :)
    http://www.carolhermanas.com.br/

    ResponderExcluir
  8. O filme é do Ridley Scott, nem precisa ver para saber que é bom u.u (brincs, ele deu umas trÊs bolas foras bonitas) UHDKUAHDUKAUSK Eu gosto bastante desse filme, vi umas duas vezes, mas foi o suficiente para ter certa admiração pelas personagens

    bjs, Carol | Espilotríssimo
    www.carolespilotro.com

    ResponderExcluir
  9. É um filme maravilhoso. Quem não gostaria de sair em busca de aventuras sem se preocupar com nada e ainda com a melhor companhia? Vale a pena assistir.

    ResponderExcluir
  10. Adoreeei a resenha, me lembrou muito um outro filme em que uma senhora (bem mais velha) e uma moça que brigou com o marido saem viajar juntas e acabam em aventuras. Já quero ver este!!

    ResponderExcluir

Pode comentar à vontade, mas lembre-se que escrevi e produzi este post com muito carinho e dedicação, portanto comentários apenas com links, ~adorei, tchau~ ou ~não conheço, bjs~ serão ignorados :(

Porém, se comentares a respeito do post, mesmo se desconhecer do assunto, irei retribuir em seu blog com carinho :)