Conheça o filme independente 'American Honey'

Opa! Tudo bom? Hoje a Elisa trouxe a resenha do filme 'American Honey' de 2016. Confiram :)

Poster

'American Honey' (em português docinho da américa - não coloquei a tradução porque acho que fica de mal gosto), é um filme norte-americano dirigido por Andrea Arnold e estrelado por Sasha Lane – é seu primeiro papel no cinema -  e por Shia Labeouf. Por ser um filme com atores nada conhecidos além do Shia  (tanto que os outros personagens do filmes também são atores que nunca tiveram nenhuma experiência com cinema), pode ser considerado um filme independente. Especificamente na categoria Indie (sim, existe esta categoria no cinema), que são aquelas produções cinematográficas que possuem baixo orçamento, sem atores ou diretores de sucesso, ou seja, que é produzido com pouca ou nenhuma interferência de um grande estúdio de cinema.

Apesar de eu gostar sim de grandes produções, filmes independentes sempre me chamaram mais a atenção, justamente por requerer um cuidado maior na produção - já que o orçamento é limitado e não leva a marca e qualidade de um grande estúdio. Estou dando toda esta introdução sobre filmes independentes, porque American Honey é um deles e pelo qual eu me apaixonei. Ele também é considerado um road movie – que é quando um filme tem sua narrativa na estrada.


Falando sobre a trama de 'American Honey', ela tem sua protagonista em Star (Sasha Lane), uma jovem desajustada, que cansada com a situação em que vive – ela cuida dos dois filhos da irmã mais velha - sai em busca de uma carona para viajar e conseguir um emprego, e acaba descobrindo uma trupe de jovens desajustados como ela que viajam em uma van vendendo revistas pelos EUA. Ao conhecer Jake (Shia Labeouf), ela se encanta por ele – por ser engraçado e carismático, e ele acaba convidando Star para fazer parte da turma e assim ganhar uns trocados. À partir disso, a narrativa se desenvolve ao acompanhar os jovens através da estrada, tentando a vida a todo custo.

Os personagens também chamam a atenção em American Honey, porque são jovens completamente reais, sem estereótipos, parece que nenhum deles está atuando, tudo é muito natural e simples. Achei legal também que a diretora faz questão de mostrar as peculiaridades de cada jovem presente acompanhando Star em sua jornada, tudo é muito natural e flui muito natural nesse filme.



Nas questões técnicas, posso destacar a fotografia maravilhosa que é composta por jogo de luzes e cores naturais – a ambientação é toda externa e movimentos de câmeras muito bons, com destaque para os closes up. Grande parte do filme é gravado com câmera na mão, que aproxima o espectador e gera maior realismo, já que se tem a impressão de estar ao lado dos personagens. Câmera na mão é um recurso pouco utilizado no cinema porque requer muito cuidado e por isso que eu acho que é um ponto positivo pra American Honey. 

A trilha sonora também é muito boa, constituída por raps americanos tocando alto dentro da van. A única coisa que deixa a desejar é o roteiro, que não é bem construído, fazendo com que a história não se sustente, não há também o desenvolvimento dos personagens, a narrativa vai apenas sendo levada pelas lentes da diretora. Por fim, tenho certeza que o filme irá te cativar e trazer uma experiência diferente sobre o cinema.


27 comentários

  1. Olá Elisa, tudo bem?
    Amei a indicação! Não conhecia o filme, mas vou procurá-lo pra assistir.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. adoro filmes independentes, diferentes, mt bacana conhecer esse!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. Oi, Eduarda,
    Concordo com você. Também gosto dos filmes de grande produção (além do fato de serem bem mais fáceis de encontrar e assistir no cinema, no netflix e tudo mais), mas acho super legal conhecer as produções independentes. A pegada diferencial que eles têm é apenas uma forma outra de arte e não menos cuidadosa e trabalhada. De modo geral, acho muito legal quando eles conseguem romper as barreiras que existem inicialmente... Agora, já q vc disse que o roteiro dele às vezes peca, é um problema sério numa história, haha, que afinal não tem apenas a ver com a verba, mas com o aprofundamento do autor que construiu a história. Bom, mas mesmo para criticar é preciso assistir! Vou procurar e descobrir o que eu acho! ;)
    beijo

    www.dosesdemim.com/

    ResponderExcluir
  4. A pessoa que passa rápido demais na primeira linha e não vê que quem escreveu foi outra pessoa! Desculpa Elisa, agora entendi que a Eduarda postou, mas você escreveu! ;) Ops... hehe

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia este filme, mas quando li filme independente já me chamou a atenção. Acho que filme assim apesar do orçamento limite, apresentam maior liberdade para trabalhar a história.
    Vou guardar esse nome e se encontra-lo vou dar uma chance.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  6. Docinho da américa HAHAHAHA, na tradução livre fica bem de mal gosto mesmo!
    Vi o trailer e a fotografia é mesmo muito bonita. Gostei da história e também do fato que são jovens reais e que não parecem estarem atuando, como você disse.
    Vou ver se assisto :)

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia esse filme mas amei a indica, adorei o enredo ele é muito interessante.
    Mil beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2017/02/overdose-baile-de-carnaval.html?m=1

    ResponderExcluir
  8. Oi Elisa, eu assisti o filme e achei incrível. Um retrato da América que a gente não está acostumado a ver ~ pelo menos no cinema. A Sasha Lane dá um show de interpretação, tão natural que nem parece que ela está atuando realmente. Mas devo discordar de você, porque achei o roteiro super bem escrito (foi escrito pela própria diretora, Andrea Arnold, do ótimo Fish Tank, de 2009). Um beijo!

    ResponderExcluir
  9. Só de ler a resenha eu já havia sido convencida a assistir o filme, mesmo com o enredo não parecendo ser dos mais eloquentes, é o tipo de filme que tem vários outros pontos bons para ser visto, como a fotografia (que só pelo trailler já me encantou). E pelo trailler também achei a ideia toda do filme super empolgante. Talvez a falta de desenvolvimento dos personagens seja proposital, mostrando apenas um pedaço dos acontecimentos da vida e que, de fato, os reflexos em cada um serão posteriores.
    Adorei a dica de filme, não conhecia e já coloquei na lista de quero ver!
    xoxo

    ResponderExcluir
  10. O que li na sua resenha e o pouco que deu pra ver no trailer, acho que vou gostar desse filme. O que achei bacana é o que você realmente disse, eles parecem pessoas normais, que vivem a vida buscando o sustento. Em grandes produções o que me mata é que são todos sempre lindos, maquiados rs até os que vivem na rua tentando a sobrevivência. E nesse filme, realmente eles parecem pessoas comuns. Gostei!!

    ResponderExcluir
  11. Já gostei de cara. Primeiro adorei a tatoo.rsrs Depois além de ser uma indicação que me agrada e muito, eu não sabia o que era Indie. Amei a forma do post,uma resenha perfeita.
    Estou hiper, mega curiosa para ver o filme.
    Parabéns! bjs
    www.simplesmenteciana.com

    ResponderExcluir
  12. Adoro conhecer filmes independentes. Gostei da sua descrição do filme e trailer(pelo menos as imagens, está sem som), mas fiquei decepcionada quando disse que o roteiro não era tão bom, é uma das coisas que mais me conquistam em um filme,amo uma história bem construida, mas vou conferir, muito obrigada pela indicação!

    ResponderExcluir
  13. Gostei dessa indicação, estou tão acostumada a assistir grandes produções, seria bom variar um pouco e dar mais valor para filmes como este

    ResponderExcluir
  14. Que amor, fiquei curiosa e agora quero ver! e Você tem toda razão kk eu particularmente acho que produções independentes são mais "gente como a gente".
    Ótimo texto, muito sucesso ♥
    larasraquel.blogspot

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia o filme e confesso que não sou muito ligada em filmes independentes, mas adoro filmes que tem como cenário estradas e com certeza vou gostar desse. Valeu pela indicação! Bjs

    ResponderExcluir
  16. Foi bom eu conhecer um pouco mais sobre esse filme. Eu não conhecia não, mas já fiquei curiosa para saber o fim dessa história.
    Talvez uma proposta do filme é que seja tudo natural.

    ResponderExcluir
  17. Nossa eu aadorei sua resenha! Muito boa e bem fundamentada! Eu adoro filmes mais alternativos e independentes, há boas chances de eu gostar desse! Fora que, o tema, ganhar a vida de um modo diferente e caindo na estrada é algo que me chama MUITO a atenção, e que eu piro!

    Fiquei com água na boca pra ver esse filme ♥

    ResponderExcluir
  18. "docinho da América" é muito bom! Ahah olha eu não conheço de todo este filme, aliás nem sei quando irá estrear em PT, mas fiquei de olho, assim que conseguir vou ver 😘

    ResponderExcluir
  19. Amei a indicação! Não conhecia o filme, mas vou procurar pra ver!
    Menina, tu sabe tudo de filme! Demoraria um século para gravar todos esses termos! Haha.

    ResponderExcluir
  20. Ola, tambem gosto dos filmes independentes. A hostoria parece ser bem interessante e vc descreveu muito bem. Fiquei com vontade de assistir.
    Bjus

    ResponderExcluir
  21. Gostei muito da sua sugestão, acho que por ser jovem que estão buscando um propósito na vida e se parece muito com histórias que acontecem no cotidiano. Sua resenha esta instigante!

    Alana Zoz

    ResponderExcluir
  22. Olá! Amei sua indicação, não sou de assistir a filmes independentes, mas graças a sua resenha acho que isso irá mudar. Já quero assistir American Honey rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Olá,
    Gostei de trailer, as historia de jovens, mas não conhecia o filme, mas eu vou assistir o filme.
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Eu não sou muito chegada em filmes independentes pq todos os que eu assisti até hoje tem levadas mais lentas, eu ainda não encontrei um filme legal de ação e independente. Mas confesso que o fato dos personagens serem mais reais me chamou atenção e fiquei até curiosa para assistir :)

    ResponderExcluir
  25. Eu sou amante de produções independentes e estou sempre atras de algum novo para ver.. Muito obrigado pelo texto envolvente, com certeza vou procurar para assistir.

    ResponderExcluir
  26. Não conhecia esse filme, mas amei a indicação.
    Achei bem interessante a história da garota, me identifiquei em alguns momentos.

    ResponderExcluir
  27. Que post maravilhoso dando destaque a este filme de produção independente, gostei de saber um pouco mais sobre a industria cinematográfica, realmente quando se tem baixo investimento o cuidado da produção tem que ser muito maior. Cuidados com as escolhas da trilha sonora e composição de cores que são de extrema importância, você destacou muito bem. Super beijo

    ResponderExcluir

Pode comentar à vontade, mas lembre-se que escrevi e produzi este post com muito carinho e dedicação, portanto comentários apenas com links, ~adorei, tchau~ ou ~não conheço, bjs~ serão ignorados :(

Porém, se comentares a respeito do post, mesmo se desconhecer do assunto, irei retribuir em seu blog com carinho :)