Show acústico do Frejat em Porto Alegre

Opa! Tudo bom? Vou contar um pouquinho sobre como foi o show do Frejat em Porto Alegre no dia 11 de junho no Teatro Bourbon Country. O artista trouxe um show diferente do que está acostumado a fazer, pois no lugar da guitarra e de toda a energia dele e da banda, Frejat subiu ao palco apenas com voz e violão. Vocês verão que o setlist passa por sucessos de toda sua trajetória artística, e também por algumas versões. Como o próprio artista definiu: "a ideia é fazer um show intimista tocando minhas músicas, algumas delas sucessos e outras que não toco há muitos anos".

frejat bourbon country

Para uma platéia lotada, o show começou com 'Eu não quero brigar mais' (do disco 'Intimidade Entre Estranhos, de 2008) e 'O que mais me encanta' (do "Sobre nós Dois e o resto do mundo' de 2003). A sequência foi de uma mescla entre outros sucessos da carreira solo como 'Seu Amorzinho' e alguns clássicos da época do Barão Vermelho como 'Todo Amor Que Houver Nessa Vida' e 'Nós' - está Frejat até comentou que foi a primeira que compôs com Cazuza. Claro que não faltariam as famosas 'Segredos' e 'Homem Não chora" - que a platéia cantou em peso junto. 

Durante o show, Frejat interagiu bastante com o público, fazendo alguns comentários antes de cada música, contando a origem da mesma ou algumas curiosidades. Meus momentos preferidos foram quando Frejat tocou 'Amor pra Recomeçar' (canção icônica dele que gosto há anos), 'Intimidade entre Estranhos' (essa faixa eu não conhecia, mas fiquei encantada com a melodia e letra - que fala sobre vizinhos sofrendo cada um suas angústias) e é claro, 'Trocando em Miúdos' (versão da aclamada música de Chico Buarque que minha mãe está sempre cantando aqui em casa. Na hora mandei a gravação em áudio por whats e ela se emocionou bastante ^^). 


Da carreira solo do artista também foram tocadas músicas como 'O Amor é Quente', 'Me Perdoa', 'No Escuro e Vendo' e 'Sobre nós dois e o resto do mundo'. Já as canções do Barão Vermelho foram tocadas tanto as mais conhecidas como algumas mais "para os fãs" como 'Túnel do Tempo', "Sombras no Escuro", "O Poeta está vivo", "Bilhetinho Azul", "A Chave da porta da frente" e a clássica "Por Você" (nessa a platéia levantou para fazer coro junto do artista).  

Frejat se despediu, agradeceu muito à presença de todos, mas logo em seguida voltou para o bis. Neste, trouxe 'Por aí' (faixa pouco conhecida do Barão), 'Embriague-se' (nessa inclusive ele contou uma história muito fofa sobre como sua filha adorava essa música, mas por conta da letra ele simplesmente não podia deixá-la cantar) e 'Carpinteiro do Universo' (clássica música do Raul Seixas). O show encerrou com "Pro Dia Nascer Feliz' e com a platéia emocionada e muito feliz.


O show do Frejat estava impecável e eu gostei muito! Outra coisa que adorei foi a estrutura do Teatro Bourbon Country, que eu já tinha ido há muuuuuitos anos atrás porém para shows "de pé". Obrigada a Agência Cigana e à Jéssica pelo credenciamento :)

O que acharam do show? Vocês gostam das músicas dele? 

Nenhum comentário

Pode comentar à vontade, mas lembre-se que escrevi e produzi este post com muito carinho e dedicação, portanto comentários apenas com links, ~adorei, tchau~ ou ~não conheço, bjs~ serão ignorados :(

Porém, se comentares a respeito do post, mesmo se desconhecer do assunto, irei retribuir em seu blog com carinho :)